Sites Grátis no Comunidades.net
Crie seu próprio Site Grátis! Templates Incríveis em HTML5/CSS3, Galerias de Fotos, Widgets, Publicação do Site e muito mais!
Menu
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
OPINIÃO PÚBLICA
O que você achou da nova página do Portal ?
Ótimo
Bom
Razoável
Ruim
Muito Ruim
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (996 votos)




ONLINE
1









Total de visitas: 119276
 
 PORTAL ELETRÔNICO O SABER
Início

 

 

 

PORTAL ELETRÔNICO O SABER

O PORTAL ELETRÔNICO DA INFORMAÇÃO E DO ENTRETENIMENTO

 


  

 

TV PORTAL

Acompanhe e participe

PROGRAMAÇÃO

Participe da Programação

 

  

 


  

 

DESTAQUES DO PORTAL

Acompanhe aqui o que destaque no portal

 

[O SABER CULTURA] Povos indígenas no Brasil: uma tarefa inacabada

 [O SABER EDUCAÇÃO] Saiba mais sobre o jogo ‘Baleia Azul’ e como abordá-lo na escola

 [O SABER POLÍTICA] Nem Trump Conseguiu Reformar os Políticos Canalhas

 [O SABER POLÍTICA] Por Que Todas as Ditaduras São de Esquerda?

 [O SABER ATUALIDADES] Seca e Resiliência na África Oriental – Como os camponeses e pastores enfrentam a fome

 


  

 

CAIXA POSTAL

Deixe o seu recado, proposta, sugestão ajude a fazer um portal diferente



 

COLABORAÇÃO DO LEITOR

 

 


 

 

PÁGINAS ELETRÔNICAS

Acompanhe aqui o que é destaque nas páginas eletrônicas do portal

 

O SABER ATUALIDADES

 Seca e Resiliência na África Oriental – Como os camponeses e pastores enfrentam a fome

 China proíbe nomes e barbas de mulçulmanos por medo de extremismo

 Brasileiros escolhem Portugal para fugir da crise e "conservadorismo evangélico"


Outras Matérias > 
 

 

O SABER CELEBRIDADES

 

Outras Matérias > 

 

O SABER CIÊNCIAS

 Criada no Brasil, 'espuma' orgânica pode ajudar a despoluir oceanos

Outras Matérias > 

 

O SABER COMPORTAMENTO

 Nossos Intelectuais Que Nada Produzem

Outras Matérias > 

 

O SABER COMUNIDADES

 

Outras Matérias > 

 

O SABER CORPORATIVO

 Dicas para se tornar um líder de sucesso

 Dicas para aumentar o pique no trabalho

 Norma ABNT NBR ISO 14046 – Gestão ambiental – Pegada hídrica, em Consulta Nacional

 Confira os riscos que jovens muito preparados correm nas seleções

 Como manter cultura de empresa em constante crescimento

 Dicas para ampliar as chances de crescer na carreira

Outras Matérias > 

 

O SABER CULINÁRIA

 Clafoutis de tomate

 Smoothie de pêssego e framboesa

 Mil-folhas de morango

 Semi-Frio de Natas com Salada de Morangos

 Camarão com legumes asiáticos

 Quadrados de Doce de Leite e Chocolate

 Pudim de Natas com Morangos Salteados

 CaneLOWne

Outras Matérias > 

 

O SABER CULTURA

 Povos indígenas no Brasil: uma tarefa inacabada

 Indígenas na cidade: pobreza e preconceito marcam condição de vida

Outras Matérias > 

O SABER DEBATES

 O desafio da Baleia Azul: O que os adolescentes suicidas podem nos ensinar?

 Reforma trabalhista: retrocesso em 20 pontos

Outras Matérias > 

 

O SABER ECONOMIA

 A CONTRIBUIÇÃO DOS RICOS PARA A ECONOMIA

 Top 10 apartamentos mais caros do mundo

Outras Matérias > 

 

O SABER ECOLOGIA

 Esmeralda é esperança de conservação de primatas extremamente ameaçados

 
Outras Matérias > 

 

O SABER EDUCAÇÃO

 Dicas para ensinar aos alunos pensamento crítico

 Dicas para entrar na faculdade de medicina

 Curso online gratuito sobre Internet das Coisas

 Curso de Minecraft Modding online e gratuito

 Saiba mais sobre o jogo ‘Baleia Azul’ e como abordá-lo na escola

Outras Matérias > 

 

O SABER ESPAÇO DO LEITOR

 

Outras Matérias > 

 

O SABER ESPORTES

 Top 10 maiores campeões do Campeonato Brasileiro

Outras Matérias > 

 

O SABER GALERIA

 

Outras Matérias > 

 

O SABER INFANTIL

 

Outras Matérias > 

 

O SABER JOVEM

 

Outras Matérias > 

 

O SABER JUSTIÇA

 O Depoimento de Emílio Odebrecht

 O poder dos corruptores, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

Outras Matérias > 

 

O SABER MEIO AMBIENTE

 As vantagens econômicas das energias renováveis significam que sua expansão global continuará independentemente dos rumos dos Estados Unidos

 A estagnação das emissões de CO2 do setor de energia

 Bastaria pouco para evitar o processo que está causando o aquecimento global, aponta relatório do Climate Action Tracker

Outras Matérias > 

 

O SABER MENSAGENS e PENSAMENTOS

 Top 10 motéis mais caros do Brasil

Outras Matérias > 

 

O SABER MÍSTICOS

 O cálice vazio

 Sexualidades, política e famílias: o mal-estar no campo cristão

 Fé fraca também é fé

 Carta da Sociedade Bíblica do Egito sobre atentados

 C. S. Lewis: estabelecendo pontes entre o protestantismo e o catolicismo

 Não é piada: Igreja da Maconha é oficialmente criada para adorar a "cannabis"

 Top 10 razões para acreditar em Deus


Outras Matérias > 

 

O SABER MULHER

 "Floradas na Serra": relembrar Cacilda Becker e Dinah Silveira de Queiroz


Outras Matérias > 

 

O SABER MÚSICAS

 Top 10 maiores compositores de todos os tempos

 Top 100 musicas sertanejas mais tocadas (Atualizado)

Outras Matérias > 

 

O SABER PAINEL

 FESTA DA SOLIDARIEDADE

 Campanha: Não matem os macacos! Eles são aliados da saúde no combate à Febre Amarela

 Eventos da UFRJ

 MATÉRIA EXCLUSIVA: 21º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito (ANTP)

Outras Matérias > 

 

O SABER POLÍTICA

 Nem Trump Conseguiu Reformar os Políticos Canalhas

 O Brasil Não Deveria Mandar Tropas Para a Venezuela?

 Por Que Todas as Ditaduras São de Esquerda?

 “Gestor Não Inspira Nada”, Afirma FHC

 A Volta dos Políticos Honestos

Outras Matérias > 

 

O SABER REPORTAGENS ESPECIAIS

 Meu nome não é Sininho

 Watu Morreu

 Reforma da Previdência: existe rombo na seguridade social?

 LOBISTAS DE BANCOS, INDÚSTRIAS E TRANSPORTES ESTÃO POR TRÁS DAS EMENDAS DA REFORMA TRABALHISTA

 Entrevista discute a proibição da maconha no Brasil

 Jucá, o tricoteiro de quatro agulhas

  MATÉRIA EXCLUSIVA: Entrevista discute a proibição da maconha no Brasil

Outras Matérias > 

 

O SABER RURAL

 Resíduos de Agrotóxicos em frutos e hortaliças

Outras Matérias > 

 

O SABER SAÚDE

 Dicas para aliviar o estresse em 1 minuto

 Azia e refluxo? Experimente alimentação e exercícios antes dos remédios

 10 passos simples para uma alimentação saudável

 Diabetes prevenção e reversão

 Febre amarela: problema de saúde pública e ambiental

 Sem desculpas para comer o que não faz bem

 Como reverter a Síndrome dos Ovarios Policísticos com a Low Carb

 MATÉRIA EXCLUSIVA: 9 verdades e 1 mentira sobre doenças cardiovasculares

Outras Matérias > 

 

O SABER SEGURANÇA

 Adoçantes de baixa caloria promovem acúmulo de gordura

 Um em cada dez estudantes no Brasil é vítima frequente de bullying nas escolas

 Aumento da violência no campo tem a caro do golpe

 As 13 razões do Bullying

 Adoçantes artificiais e AVC

 Sinais e Sintomas de Envenenamento por Agrotóxicos

 Top 10 maiores desastres nucleares da história

Outras Matérias > 

 

O SABER SOCIEDADE

 Empresas Devedoras NĀO Resolvem o Rombo da Previdência

 A Previdência Foi Deficitária Desde o Primeiro Dia

 Caxias do Sul instala ponto de ônibus com teto verde que produz energia solar

 Top 10 países com maior taxa de alfabetização

 Investimentos dos países em saneamento não estão sendo suficientes, alerta relatório da OMS

 Especial Reforma da Previdência: existe rombo na seguridade social?

 Confira algumas curiosidades a Coreia do Sul

Outras Matérias > 

 

O SABER SOLIDARIEDADE

 

Outras Matérias > 

 

O SABER TECNOLOGIA

 WiX – Crie um Site Grátis em HTML5 Criar Sites

 Fiocruz cria aplicativo para pesquisar doenças e monitorar animais silvestres

Outras Matérias > 

 

O SABER VARIEDADES

 

Outras Matérias > 

 

O SABER SATÉLITES

 

Outras Matérias > 

 


  

 

CAMPANHAS

Venha fazer o bem participe das campanhas do portal

BASTA!

       

SIM!

     

Hemocentros do Brasil

Localize o Hemocentro mais próximo de você!

Clique em sua região no mapa para listar os endereços de outros estados.

 


 

 

COLUNISTAS

Acompanhe os colunistas do Portal

SEJA NOSSO COLUNISTA: INSCREVA – SE, PERGUNTE OU SEJA UM COLUNISTA PARTICIPATIVO

 

 

ALMIR PORTO

COLUNISTA DE ATUALIDADES

 URGENTE: Secretaria de Saúde emite alerta sobre o "jogo" Baleia Azul, em Porto Alegre

 A lógica perversa do capitalismo verde

 França: suspeita de novo ataque terrorista em Paris deixa mortos e feridos

 GREVE: Sindicatos manipulam a população contra Reforma Trabalhista


Outras Colunas > 

 

ANDRÉA DIAZ

COLUNISTA DE INTERNACIONAL

 RIC (Rússia, Índia e China): o triângulo estratégico que pode mudar a governança mundial

 

Outras Colunas > 

 

ANDRÉ SOARES

COLUNISTA DE JUSTIÇA

 

Outras Colunas > 

 

CARLOS ANDRADE

COLUNISTA DE TELEVISÃO

 

Outras Colunas > 

 

GABRIELA SOUZA

COLUNISTA DE ANIMAIS

 

Outras Colunas > 

 

GUSTAVO LINS

COLUNISTA DE ESPORTES

 Top 10 clubes mais valiosos do Brasil

 

Outras Colunas > 

 

JACQUELINNE ANNES

COLUNISTA DE VARIEDADES

 

Outras Colunas > 

 

JOÃO ABREU

COLUNISTA DE POLÍTICA

 

Outras Colunas > 

 

JULIANA BORGES

COLUNISTA DE MODA

 

Outras Colunas > 

 

LUANA SILVA

COLUNISTA DE CULINÁRIA

 BRIGADEIRO DE OVOMALTINE. RECEITA COM 2 INGREDIENTES

 Elimine o excesso de cintura e de barriga com potente coquetel 

 Dieta militar elimina até 4 quilos em apenas 3 dia

 Com 1 litro de leite -1 iogurte e meio limão pode preparar um queijo caseiro

 Queime gordura e perca até 3 kgs em 1 semana tomando este chá

 COSTELINHA DE PORCO COM MOLHO AGRIDOCE

Outras Colunas > 

 

LUA ROSA

COLUNISTA DE COMPORTAMENTO

 

Outras Colunas > 

 

MARINA SOUZA

COLUNISTA DE PET

 

Outras Colunas > 

 

MARISTELA GONÇALVES

COLUNISTA DE SOCIEDADE

 

Outras Colunas > 

 

MARÍLIA NUNES

COLUNISTA DE BOA FORMA

 

Outras Colunas > 

 

MÁRIO DE ANDRADE

COLUNISTA DE OPINIÃO

 

Outras Colunas > 

 

OPTÁVIO DE SOARES

COLUNISTA DE ECOLOGIA e MEIO AMBIENTE

 

Outras Colunas > 

 

PARTICIPATIVO

COLUNISTA DE DIVERSIDADE

 

Outras Colunas > 

 

PAULO HENRIQUE

COLUNISTA DE MEDICINA

 Sabe o que pode te ajudar a dormir melhor? 

 

Outras Colunas > 

 

RADAMÉS DIAS

COLUNISTA DE TECNOLOGIA

 

Outras Colunas > 

 

RAFAEL SILVA

COLUNISTA DE ECONOMIA

 Top 10 melhores paraísos fiscais do mundo

 Precisamos de uma Reforma Bancária Urgente

 POR QUE PRECISAMOS DE UM DIA DO CAPITAL

Outras Colunas > 

 

RUBEM MACIEL

COLUNISTA DE VEÍCULOS

 

Outras Colunas > 

 

SÔNIA MARIA

COLUNISTA DE BELEZA

 Carmen Santos e a construção da personagem feminina brasileira

 

Outras Colunas >

 

VALMIR COSTA

COLUNISTA DE CIÊNCIA

 

Outras Colunas > 

 

VÂNIA COSTA

COLUNISTA DE CURIOSIDADES

 

 Outras Colunas >

PORTAL PERGUNTA AOS SEUS COLUNISTAS

Como você vê o Brasil nos dias de hoje?

         Uma forte crise econômica tem abalado a economia brasileira desde o seu início nos primeiros meses de 2014 até a atualidade. A crise, em determinado período, estava ocorrendo juntamente com uma crise política no país, que resultou no impeachment da então presidente Dilma Rousseff e aumentou a insatisfação geral com o sistema político atual, resultando em manifestações por todo o Brasil pedindo a interrupção do mandato de Dilma.

Um dos sintomas da crise é a forte recessão econômica. É a pior recessão desde os anos 1930, havendo recuo no Produto Interno Bruto (PIB) por mais de um ano consecutivo. A economia contraiu-se por cerca de 4,5% até o final de 2015. Em setembro de 2016, a taxa de desemprego chegava a 11,8%, atingindo 12 milhões de brasileiros.

Em 2016 os efeitos da crise econômica foram amplamente sentidos pela sobrecarga nos serviços públicos e pela população, que precisou adaptar as contas para a realidade financeira. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) no ano, quase metade dos entrevistados (48%) passou a usar mais transporte público e 34% deixaram de ter plano de saúde. O aprofundamento da crise econômica levou 14% das famílias a trocarem a escola dos filhos de particular para pública em junho, com percentual superior aos verificados em 2012 e 2013, antes da crise. Além disso, os consumidores trocaram produtos por similares mais baratos (78%), esperando liquidações para comprar bens de maior valor (80%) e poupando mais para o caso de necessidade (78%).

Almir Porto - Colunista de Atualidades


        O Brasil é considerada, em âmbito internacional, uma superpotência emergente, devido a seu contingente populacional e ao crescimento econômico por que vem passando desde o Plano Real. Desde 2001, com a criação da expressão BRICS (acrônimo para Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o país passou a ser um importante ator no cenário mundial, canalizando vários investimentos.

Andréa Diaz - Colunista de Internacional 


        Em economia, distribuição de renda ou distribuição de riqueza é o modo como se processa a repartição da riqueza e dos bens socialmente produzidos, entre os habitantes e entre os diferentes estratos da população de um país ou região.

Um dos temas que mais intriga os economistas é como medir o resultado das atividades econômicas, ou seja, como avaliar corretamente a riqueza que é produzida. A forma mais tradicional de se medir o desempenho da economia de um país é pela análise de seu Produto Interno Bruto - PIB e de seu corolário, a renda per capita - que nada mais é o que o valor do PIB dividido pelo número de habitantes.

O PIB diz qual é a riqueza total de um determinado país. O quociente da divisão do valor do PIB pelo número de habitantes do país dá uma ideia - muito imperfeita - do padrão de vida da população.

Já em 1908 dizia Schumpeter:

''Ninguém dá importância ao pão pela quantidade de pão que existe num país ou no mundo, mas todos medem sua utilidade de acordo com a quantidade disponível para si, e isso, por sua vez, depende da quantidade total.

Um país pode ser muito rico e seus habitantes muito pobres. Ou pode não ser tão rico e seus habitantes desfrutarem de um padrão de vida superior ao de um país que tenha uma renda per capita maior. O que determina essa diferença é o perfil da distribuição de renda, ou seja, como a riqueza total que é produzida no país se distribui entre os habitantes.

André Soares - Colunista de Justiça


        O quarto poder é uma expressão utilizada com conotação positiva de que a Mídia (meios de comunicação de massa) exerce tanto poder e influência em relação à sociedade quanto os Três Poderes nomeados em nosso Estado Democrático (Legislativo, Executivo e Judiciário). A intenção de ilustrar a Mídia como Quarto Poder demonstra que, nos tempos atuais, a Imprensa tem servido de Cão de Guarda (termo utilizado pelo Jornalista Eugênio Bucci), para a sociedade.

A Imprensa Brasileira acaba analisando, denunciando, investigando e levando a conhecimento do público, atos ilegais e ilícitos, corruptos e incorretos, em diversos setores, principalmente Político.

 Carlos de Andrade - Colunista de Televisão


 Os avanços modernos transformam constantemente a sociedade permitindo a produção em massa e consequentemente o aumento da utilização de recursos naturais tornando-os cada vez mais escassos, comprometendo direta e indiretamente a Biodiversidade.

A Biodiversidade por sua vez, pode ser entendida como o conjunto de todas as espécies existentes no planeta que estabelecem uma relação de interdependência entre si e engloba desde fungos, bactérias e suas variações, animais e vegetais até a própria espécie humana.

O Brasil é o país que detém a maior biodiversidade de flora e fauna do planeta, são mais de 103.870 espécies animais e 43.020 espécies vegetais conhecidas no país. Essa enorme variedade de animais, plantas, microrganismos e ecossistemas, deve-se, entre outros fatores, à extensão territorial e aos diversos climas do país. O Brasil detém o maior número de espécies conhecidas de mamíferos, peixes de água doce e anfíbios, o segundo de aves e o terceiro de répteis. Com mais de 50 mil espécies de árvores e arbustos, tem o primeiro lugar em biodiversidade vegetal. Nenhum outro país tem registrado tantas variedades de orquídeas e palmeiras catalogadas.

Sendo nossa dependência absoluta, pelos inúmeros serviços prestados pelo meio ambiente, torna-se inevitável buscar maneiras sustentáveis de interação entre o homem e o meio ambiente e isso não é uma tarefa fácil, sendo um grande desafio que necessita ser enfrentado, pois a medida que uma população cresce, aumentam também as demandas por alimento, medicação, vestimentos. Diante disso, a biodiversidade vem sendo ameaçada e a perda dessa riqueza vem tomando proporções maiores a cada dia.

Gabriela Souza - Colunista de Animais


           Os canais abertos de televisão cobrem o futebol de forma exagerada, ao ponto de: interferir no horário dos jogos para se adequarem à grade de programação de sua emissora; apresentar fatos corriqueiros da vida dos atletas como se fossem grandes acontecimentos; exagerar em elogios ou críticas a determinados futebolistas; outros esportes; tudo em uma busca desesperada por audiência. Esta situação vem sendo cada vez mais criticada, pois torna a população brasileira ignorante algumas das vezes respeito de outros esportes, e viciada em apenas um deles.Eles fazem por saber que o povo brasileiro é fanático por futebol é isso terá audiência.

Em outros esportes, na maior parte dos casos, a transmissão acontece somente em apresentações da Seleção do país. Coberturas sobre campeonatos, e clubes, de modalidades como o vôlei, são feitas em intensidade muito menor. O vôlei, porém, vem crescendo no país, puxado pelo alto rendimento que a seleção vem tendo em competições internacionais. Os jogos tem grande apelo do público, e vêm ganhando audiência progressivamente nos últimos anos.

Nos canais de TV pagos, é dada maior cobertura e atenção às demais modalidades, com profissionais especializados, ligados ao esporte em questão, fazendo comentários em emissoras que possuem grade de programação mais variada. Porém, nem sempre a situação é tão favorável, sendo possível encontrar também somente futebol na maioria dos canais pagos em diversos horários do dia.

Gustavo Lins - Colunista de Esportes


 O retrato das mulheres guerreiras na literatura e cultura popular é um tema de estudo na história, estudos literários, estudos de cinema, folclore e mitologia, estudos de gênero e dos estudos culturais. A figura arquetípica da mulher guerreira, opõem-se a construção normal da guerra, violência e agressão como masculino. Está convenção faz com que as mulheres guerreiras tenham destaque na investigação dos discursos circundantes do poder feminino, papéis de gênero na sociedade, e particularmente na filmologia feminista. A poderosa heroína é uma figura central para um ramo específico do movimento conhecido como Feminismo Amazonas, assim como Estudos Buffy. 

Jacquelinne Annes - Colunista de Variedades


         A corrupção no Brasil afeta diretamente o bem-estar dos cidadãos brasileiros quando diminui os investimentos públicos na saúde, na educação, em infraestrutura, segurança, habitação, entre outros direitos essenciais à vida, e fere criminalmente a Constituição quando amplia a exclusão social e a desigualdade econômica. Na prática a corrupção ocorre por meio de desvio de recursos dos orçamentos públicos da União, dos Estados e dos Municípios destinados à aplicação na saúde, na educação, na Previdência e em programas sociais e de infraestrutura que, entretanto, são desviados para financiar campanhas eleitorais, corromper funcionários públicos, ou mesmo para contas bancárias pessoais no exterior.

Em 2015, uma pesquisa de opinião realizada pelo instituto Datafolha, indicou que a corrupção é o maior problema de Brasil.

A Polícia Federal considera a Operação Lava Jato a maior investigação de corrupção da história do país, e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, considera o esquema de corrupção do Grupo Odebrecht, investigado pela Lava Jato, e exposto em acordo de delação premiada, como o maior pagamento de propina da história mundial. A Lava Jato revelou um quadro de corrupção sistêmica no Brasil, mostrando que a corrupção passou a fazer parte do prórpio sistema.

João Abreu - Colunista de Política


            Este novo conceito foi responsável pela difusão da moda e da adequação aos consumidores. O prêt-à-porter revolucionou a produção industrial, pois passou a ser possível criar roupas em grandes escalas industriais, de melhor qualidade, oferecer uma grande praticidade, além da variedade não só de estilos, mas também de preço e lançar novas tendências. Sendo mais acessível ao público, possuindo a marca e a assinatura do estilista em peças, dando ar de sofisticação, mas sem o tom de exclusividade. Além da acessibilidade surgida com o advento do prêt-à-porter, a globalização tornou a informação mais veloz, e o que é novidade do outro lado do planeta pode chegar até nós em questão de minutos. Em pouco tempo, o que é o último lançamento da alta-costura ganha inúmeras clonagens ao redor do mundo. Com o surgimento do prêt-à-porter, a alta-costura deixou de lançar a moda, e as coleções prêt-à-porter passaram a ditar as tendências. Embora as peças industriais sejam produzidas em série, o prêt-à-porter tem a moda em si, ele uniu a indústria à moda, acrescenta estilo às ruas e dá um ar diferente e criativo às peças básicas.

O prêt-à-porter se associou a muitos estilistas agregando valores estéticos aos produtos, compondo consultoria de estilo. Com o estilismo, o vestuário industrial muda tornando-se um produto da moda. Mais do que apenas uma mutação estética, o prêt-à-porter propiciou uma mutação simbólica. Criando um símbolo de alta classe. A partir disso, as marcas industriais se iniciaram no universo da publicidade. Marcas que deveriam ser intrinsecamente articuladas à assinatura de um estilista para atrair os investimentos publicitários, como algo personalizado com milhares de peças idênticas produzidas nas indústrias, que seriam desejadas por pessoas no mundo todo.

Juliana Borges - Colunista de Moda


 A culinária do Brasil é fruto de uma mistura de ingredientes europeus, indígenas e africanos. Muitas das técnicas de preparo e ingredientes são de origem indígena, tendo sofrido adaptações por parte dos escravos e dos portugueses. Esses faziam adaptações dos seus pratos típicos substituindo os ingredientes que faltassem por correspondentes locais. A feijoada, prato típico do país, é um exemplo disso. Os escravos trazidos ao Brasil desde fins do século XVI, somaram à culinária nacional elementos como o azeite-de-dendê e o cuscuz. As levas de imigrantes recebidas pelo país entre os séculos XIX e XX, vindos em grande número da Europa, trouxeram algumas novidades ao cardápio nacional e concomitantemente fortaleceu o consumo de diversos ingredientes.

Luana Silva - Colunista de Culinária


          O feminismo negro é uma escola de pensamento que defende que o sexismo, a opressão de classes, a identidade de gênero e o racismo estão inextrincavelmente ligados.A forma como estes se relacionam entre si é chamado Intersecionalidade. O termo Teoria da Intersecionalidade foi cunhado pela primeira vez pela jurista Kimberle Crenshaw em 1989. Em seu trabalho, Crenshaw discutiu o feminismo negro, que argumenta que a experiência de ser uma mulher negra não pode ser entendida em termos de ser negro e de ser uma mulher, como formas independente, mas deve incluir as interações, que freqüentemente se reforçam mutuamente. O feminismo em seu núcleo é um movimento para abolir as desigualdades que as mulheres enfrentam. O Coletivo Combahee River argumentou em 1974 que a libertação das mulheres negras implica a liberdade de todas as pessoas, uma vez que exigiria o fim do racismo, do sexismo e da opressão de classe.

O feminismo negro nos EUA se tornou popular na década de 1960, em resposta ao sexismo do Movimento dos Direitos Civis e do racismo do movimento feminista. A partir dos anos 1970 a 1980, as feministas negras norte-americanas formaram vários grupos que abordaram o papel das mulheres negras no nacionalismo negro, na libertação gay e na segunda onda do feminismo. Na década de 1990, a Controvérsia Anita Hill colocou o feminismo negro em uma luz mainstream. Teorias feministas negras chegaram a um público mais amplo na década de 2010, como resultado da advocacia por mídia social.

Os proponentes do feminismo negro argumentam que as mulheres negras são posicionadas dentro das estruturas de poder em maneiras fundamentalmente diferentes das mulheres brancas. A distinção do feminismo negro originou o rótulo "feminismo branco", usado para criticar feministas que não reconhecem questões da intersecionalidade. Os críticos do feminismo negro argumentam que as divisões raciais enfraquecem a força do movimento feminista em geral.Entre as teorias que se desenvolveram fora do movimento negro feminista estão o mulherismo de Alice Walker, o revisionismo histórico com um foco maior sobre as mulheres negras[9][10] Angela Davis, bell hooks, Kimberlé Williams Crenshaw e Patricia Monte Collins surgiram como acadêmicos sobre o feminismo negro, enquanto celebridades negras têm incentivado a discussão do feminismo negro.

Lua Rosa - Colunista de Comportamento


          Com a compreensão pela ciência da origem e propagação de diversas doenças, tendo como vetores animais domésticos ou silvestres, bem como para assegurar a própria integridade física dos animais, a medicina veterinária passou a ser importante coadjuvante nas políticas de saúde pública dos países. A propagação de doenças epidêmicas, humanas ou animais, encontra na instalação de barreiras veterinárias que evitam sua propagação um meio eficaz de controle.

Aliado a isso, um dos campos da Medicina Veterinária que está em grande ascensão é o da Defesa Sanitária Animal, cujos objetivos são justamente prevenir a ocorrência de doenças exóticas, que podem ter graves impactos em saúde pública ou econômicos nos animais, e controlar ou erradicar doenças endêmicas.

Algumas destas doenças, que podem ser citadas são, entre outras, a brucelose, tuberculose, teníase, toxoplasmose, salmonelose, colibacilose, clostridioses, leptospirose, campilobacteriose, listeriose, raiva, scrapie, encefalopatia espongiforme bovina ("Mal da Vaca Louca") e a influenza aviária ("gripe aviária") - todas elas potenciais zoonoses - doenças dos animais passíveis de transmissão ao ser humano -, além da febre aftosa, pestes suínas clássica e africana, anemia infecciosa equina, doença de Newcastle, doença de Aujezski, que são doenças de alto impacto econômico e poder restritivo de mercado.

Atualmente, são reconhecidas mais de cem zoonoses e inúmeras outras doenças infecto-contagiosas dos animais que trazem sérias consequências econômicas. Para combate-las, o médico veterinário sanitarista exerce uma Vigilância Epidemiológica ativa, atuando diretamente no campo e controlando o trânsito de animais, realizando a inspeção dos produtos de origem animal - como derivados da carne, do leite, dos ovos, pescado e mel e procurando sinais de doenças que possam ser transmitidas ao homem ou que possam indicar o estado sanitário dos rebanhos.

Marina Souza - Colunista de Pet


            Poucos lugares no mundo passaram por uma miscigenação tão intensa quanto o Brasil. Os portugueses já trouxeram para o Brasil séculos de integração genética e cultural de povos europeus, como os povos Celta, Romano, Germânico e Lusitano. Embora os portugueses sejam basicamente uma população europeia, sete séculos de convivência com mouros do norte da África e com judeus deixaram um importante legado a este povo. No Brasil, uma parte substancial dos colonizadores portugueses se miscigenou com índios e africanos, em um processo muito importante para a formação do País. A esse e a outros processos somou-se o processo de imigração de muitos mais europeus. Da metade do século XIX à metade do século XX, a nação recebeu cerca de cinco milhões de imigrantes europeus, em sua maioria portugueses, italianos, espanhóis,alemães . Um dos resultados da soma desses processos é a atual composição da população brasileira. Em 2008, 48% da população brasileira se considera branca, 44% se identifica como parda e 7% se considera negra.

Os índios brasileiros não apresentavam relevantes diferenças genéticas entre si: seriam todos descendentes do primeiro grupo de caçadores asiáticos que chegaram às Américas, há 60 mil anos. Porém, culturalmente falando, os aborígenes brasileiros estavam inseridos numa diversidade de nações com línguas e costumes distintos. A chegada dos primeiros colonos portugueses, homens na maioria, culminou em relações com as índias. Em 4 de abril de 1755, D. José, rei de Portugal, assinou decreto autorizando a miscigenação de portugueses com índios.

Os africanos trazidos e escravizados no Brasil pertenciam a um leque enorme de etnias e nações. A maior parte eram bantos, originários de Angola, Congo e Moçambique. Porém, em lugares como a Bahia, predominaram os escravizados da região da Nigéria, Daomé e Costa da Mina em alguns momentos, principalmente no século XVIII. Alguns escravizados islâmicos eram alfabetizados em árabe e já traziam para o Brasil uma rica e variada bagagem cultural. A Lei Áurea libertou os escravizados no final do século XIX, D. Pedro II e a Princesa Isabel tinham planos de indenizá-los e fazer uma reforma agrária para incluí-los na sociedade, mas isto foi interrompido pela Proclamação da República feita pela elite latifundiária e ex-donos de escravos que não lhes deram assistência social, e, por vários motivos, incluindo a necessidade de mão-de-obra e a ambição de "branquear" a população nacional, estimularam a vinda de imigrantes europeus. Havia entre os governantes do País a ideia de que se os imigrantes se casassem com pardos e negros, iriam "esbranquecer" a população brasileira. A famosa pintura A Redenção de Cam, feita em 1895 por Modesto Brocos y Gómez, sintetiza a ideia pairante na época: através da miscigenação, os brasileiros ficariam a cada geração mais brancos.

Maristela Gonçalves - Colunista de Sociedade


          O exercício físico é qualquer atividade física que mantém ou aumenta a aptidão física em geral, e tem o objetivo de alcançar a saúde e também a recreação. A razão da prática de exercícios inclui: o reforço da musculatura e do sistema cardiovascular; o aperfeiçoamento das habilidades atléticas; a perda de peso e/ou a manutenção de alguma parte do corpo. Para muitos médicos e especialistas, exercícios físicos realizados de forma regular ou frequente estimulam o sistema imunológico, ajudam a prevenir doenças (como cardiopatia, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, etc.) moderam o colesterol, ajudam a prevenir a obesidade, e outras coisas. Além disso, melhoram a saúde mental e ajudam a prevenir a depressão.[3] Todo exercício físico deve ser sempre realizado sob a orientação de um profissional ou centro desportivo qualificado, pois a prática de esportes somente nos permite atingir os objectivos esperados quando é devidamente orientada.

Marília Nunes - Colunista de Boa Forma


           Os problemas sociais do Brasil podem ser compreendidos com o auxílio e interpretação de indicadores sociais. Houve uma evolução positiva destes indicadores na última década, especialmente em relação ao aumento da expectativa de vida, queda da mortalidade infantil, acesso a saneamento básico, coleta de lixo e diminuição da taxa de analfabetismo. Apesar da melhora desses índices, há nítidas diferenças regionais, especialmente em relação ao nível de renda.

Os problemas sociais ficam claros, sobretudo, com o IDH, o qual o Brasil, entre 188 nações e territórios, fica na 75ª posição de acordo com dados de 2014 divulgados pela, embora tenha a sétima economia do mundo

Mário de Andrade - Colunista de Opinião


 

            Os problemas ambientais do Brasil, aqueles que afetam o meio ambiente, são múltiplos, vastos e de enorme gravidade, prejudicando todos os seus biomas. Entre as principais ameaças estão a poluição da água, do ar e do solo, o desmatamento, o depósito e disposição de lixo em locais inadequados, a caça e a pesca predatórias, o desperdício de alimentos e de recursos naturais, e o aquecimento global. Todas elas têm sua raiz na explosão demográfica, na acelerada expansão urbana e agropecuária, e no proporcional aumento no consumo geral de recursos, podendo agir em separado, mas em geral fazendo-o em combinação, e desencadeiam uma série de impactos negativos sobre a biodiversidade, fazendo declinar populações, extinguindo espécies, privando-as de comida e abrigo, e provocando-lhes doenças, redução em seu crescimento, anomalias genéticas e outros males.

Consequentemente, desencadeiam-se prejuízos variados para a sociedade, que em tudo da natureza depende para sobreviver, na forma de redução de fontes de alimento e energia, de serviços ambientais, de materiais de construção, de substâncias medicinais, de fibras, óleos, resinas, condimentos e outros recursos. Também prejudicam o homem diretamente, causando-lhe doenças e outros danos à sua saúde, finanças e bem estar. Toda a sociedade brasileira sente os efeitos combinados desses problemas, e sofrem mais os mais pobres, a despeito da existência de grossa legislação normativa e protetora. Várias são as políticas e os programas governamentais e privados dedicados à prevenção e combate às ameaças ambientais, mas no balanço eles têm se revelado pouco eficientes e pouco ambiciosos, visto que as ameaças se agravam dia a dia, sem que haja sinal de uma reversão em grande escala nas tendências atuais num futuro próximo.

Fatores culturais, econômicos e políticos, que privilegiam a exploração predatória, imediatista, imprevidente e insustentável da natureza, além da ilegalidade, dificultam enormemente a aplicação e a eficácia das normas legais de monitoramento, fomento e proteção das espécies selvagens. A falta de educação ambiental e de consciência da população sobre o papel fundamental que a natureza desempenha na vida humana são outros agravantes desse contexto dramático, fazendo com que as projeções de futuro não sejam otimistas, embora o conhecimento exista e seja facilmente acessível, e embora os custos de transformação do modelo atual sejam baixíssimos comparados aos seus benefícios, especialmente na perspectiva de longo prazo.

Optávio Soares - Colunista de Ecologia e Meio Ambiente


         De acordo com a Anistia Internacional, entre 1999 e 2004, as polícias do Rio de Janeiro e de São Paulo mataram quase 10 mil pessoas em situações descritas como "resistência à prisão seguida de morte".[1]

O Observatório de violências policiais - SP compilou, entre 2006 e 2010, uma lista mensal[2] de assassinatos por policiais e por homens não identificados e encapuzados em São Paulo. A lista tomou como base as informações da imprensa no período e foi iniciada depois dos atos de violência organizada em 2006 que evidenciaram um modus operandi deste tipo de violência

Participativo - Colunista de Diversidade


         A Medicina ortomolecular (pronuncia-se ôrto ou órto) é uma prática de Medicina Alternativa que recomenda o uso de quantidades de biomoléculas acima dos limites definidos pela Medicina. Essa prática tem suas raízes quando, nos anos de 1950, uma série de psiquiatras criaram a terapia megavitamínica, que consistia na aplicação de dosagens massivas de vitamina B3 em pacientes psiquiátricos. Com o tempo, a terapia foi ampliada e passou a usar outras vitaminas, minerais, hormônios e dietas, combinados com medicamentos e com eletroconvulsoterapia (eletrochoque).

Para o Conselho Federal de Medicina do Brasil, a prática ortomolecular, biomolecular ou assemelhados não constitui especialidade médica nem área de atuação, não podendo ser anunciados como tal, sendo considerada "pseudocientífica, enganosa, fraudulenta e potencialmente perigosa" pela Asociación Española de Dietistas-Nutricionistas .

O CFM ainda proíbe todas as práticas ortomoleculares que não tem comprovação científica, como os tratamentos antienvelhecimento, mas permite as terapias com base científica, desde que seja indicada por um médico e apenas após serem tratadas todas as doenças de base concomitante[6]

Segundo o Instituto de Medicina dos Estados Unidos e a Autoridade Européia de Segurança Alimentar, exceder os limites de tolerância de substâncias no corpo pode trazer efeitos adversos tanto a curto quanto a longo prazo.

Paulo Henrique - Colunista de Medicina


          Dentro dessa perspectiva o Brasil vem buscando desenvolver ações diversas, visando a inclusão digital como parte da visão de sociedade inclusiva. Desde que entrou em prática, no final de novembro de 2005, o projeto de inclusão digital do governo federal, Computador para Todos - Projeto Cidadão Conectado registrou mais de 19 mil máquinas financiadas até meados de janeiro.

Pouco menos de 2% da meta do programa, se levarmos em conta apenas os dados de financiamento, que é vender um milhão de máquinas para consumidores com renda entre três e sete salários mínimos nos próximos 12 meses. Os dados de financiamento são da Caixa Econômica Federal, que financiou 1.181 equipamentos. O Magazine Luiza, único varejista que obteve uma linha de crédito do BNDES, parcelou 18.186 computadores.

O PC dispõe do sistema operacional Linux e um conjunto de softwares livres com 26 aplicativos, como editor de texto, aplicações gráficas e antivírus. Além disso, há suporte técnico durante um ano e as atualizações são gratuitas e periódicas.

O Brasil conta com um recurso total de 250 milhões de reais, provenientes do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). O financiamento do Computador para Todos pode ser feito pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal, além de redes varejistas, que têm se cadastrado junto a uma linha especial de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Com os esforços de "inclusão digital" outros públicos também compõem o alvo de seu trabalho: idosos, pessoas com deficiência, população de zonas de difícil acesso, dentre outros. A ideia é que as Tecnologias da Informação vieram para ficar e, no futuro, quem não estiver "incluído digitalmente" viverá sob uma limitação social importante, perdendo inclusive direitos garantidos à cidadania, aliado a isto existe a necessidade do acesso pleno à educação.

Atualmente segundo dados fornecidos pelo Secretário de Logística e TI do Ministério da Fazenda, Rogério Santanna, existem 6.000 telecentros em funcionamento no Brasil. Entretanto, estas unidades, criadas em 2005 pelo poder público para fomentar o acesso à Internet, caminham na contramão dos pontos de acesso à Rede Mundial que não param de crescer. Em 2007, os telecentros foram responsáveis por 6% dos acessos no país, o que revelou um crescimento de 100% em relação a 2006. Mas em 2008 este número caiu pela metade e ficou em 3%, segundo dados do TIC Domícilios 2008

Radamés Dias - Colunista de Tecnologia


          Os fatores que levam o Brasil a ser colocado em posição privilegiada em comparação a outros países refletem características regionais, geográficas, comerciais e de recursos extrativistas e energéticos. Dessa maneira, podemos citar a diversidade de regiões geográficas, a vastidão de espaço, a potencialidade de mercado interno e a variedade de recursos minerais e hidrelétricos. Apesar de todas essas vantagens, o país também enfrenta alguns problemas colossais. Esses problemas exigem superação imediata. Todos os outros problemas estão atrelados a esses contrastes. Trata-se de questões relacionadas à alimentação, educação, saúde, saneamento, habitação e transporte.

Por muitos anos, o Brasil conviveu com uma alta taxa de inflação. Essa taxa de inflação ampliou os já graves problemas de distribuição de renda. Ao mesmo tempo, uma dívida externa batia recordes. Mas isso intimidou a entrada de investimentos no país. Durante toda a década de 1980, o crescimento econômico teve uma redução catastrófica. Isso levou muitos economistas a afirmar que houve crise econômica na época em que o Brasil sofreu um revés financeiro. Uma formidável capacidade de reação tem sido mostrada na década de 1990. Em 1994, o Plano Real entrou em vigor. O principal objetivo desse plano econômico foi estabilizar a inflação em patamares baixos. Antes disso, diversos planos econômicos tentavam equilibrar a situação interna, o que não surtiu efeito até certo momento.[3] Tal medida tomada pelo Plano Real possibilitou o início de reformas estruturais mais profundas. Essas reformas visavam alterar o quadro de abandono em que se encontravam as áreas de saúde, educação e saneamento, principalmente.

Entre o fim da Década de 1990 até 2012, o aumento do preço das commodities no mercado internacional, impulsionado pela crescente demanda da China, representou para o Brasil um momento favorável para o crescimento econômico.O incentivo a exportações associado à busca por bons relacionamentos diplomáticos com países emergentes foram fundamentais para a criação de milhões de postos de trabalho e, em 2010, o país registrou uma taxa de crescimento do PIB de 7,5%, sendo a maior expansão desde 1986.

O incentivo ao consumo e os anos de sorte econômica não refletiam a realidade provável de longo prazo para o país. A desaceleração da economia chinesa levou a uma queda brusca no preço das commodities, impactando diretamente na produtividade nacional com excesso da oferta de produtos e consequente queda dos preços. A partir de 2013, o Brasil iniciou o seu quadro de recessão, que vem se agravando continuamente nos últimos três anos, com queda de PIB per capita de 10%, o que representa uma expressiva diminuição de renda da população. No fim de 2014, a dívida pública tinha crescido de 51,3% para 57,2% do PIB e alcançou 66,2% em 2015. [6]

Em 2016 os efeitos da crise econômica estão sendo amplamente sentidos pela sobrecarga nos serviços públicos e pela população, que precisa adaptar as contas para a atual realidade financeira. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em 2016, quase metade dos entrevistados (48%) passou a usar mais transporte público e 34% deixaram de ter plano de saúde. O aprofundamento da crise econômica levou 14% das famílias a trocarem a escola dos filhos de particular para pública em junho de 2016, com percentual superior aos verificados em 2012 e 2013, antes da crise econômica. Além disso, os consumidores estão enfrentando a crise trocando produtos por similares mais baratos (78%), esperando liquidações para comprar bens de maior valor (80%) e poupando mais para o caso de necessidade (78%).

Rafael Silva - Colunista de Economia


        O transporte rodoviário no Brasil é o principal sistema logístico do país e conta com uma rede de 1 751 868 quilômetros de estradas e rodovias nacionais (a quarta maior do mundo), por onde passam 56% de todas as cargas movimentadas no território brasileiro. Esse sistema de rodovias é o principal meio de transporte de cargas e passageiros no tráfego do país. A importância desse tipo de transporte se dá desde o início da república, quando os governos começaram a priorizar o transporte rodoviário, em detrimento ao transporte ferroviário e fluvial.

Atualmente, o Brasil é o quinto maior mercado da indústria automobilística mundial e cerca de 10 mil quilômetros do seu sistema rodoviário são compostos por autoestradas, principalmente no estado de São Paulo (ver Sistema rodoviário do estado de São Paulo). No entanto, cerca de 30% de toda a extensão da malha viária brasileira está muito danificada pela falta de manutenção e apenas 96 353 quilômetros estão pavimentados. Além disso, parte relevante das ligações interurbanas no país, mesmo em algumas regiões de grande demanda, ainda se dão por estradas de terra ou com estado de conservação precário, especialmente nas regiões Norte e Nordeste do país, o que resulta em prejuízos para o transporte de cargas bem como acidentes e mortes. Por exemplo, somente em 2013 foram registrados nas estradas brasileiras 185.877 acidentes, 103.075 feridos e 8.375 mortos.

As rodovias do país que se encontram em boas condições, geralmente, foram concedidas à iniciativa privada, assim, embora apresentem extrema qualidade, estão sujeitas a pedágios. As rodovias Anhanguera (BR-050/SP-330), Bandeirantes (SP-348), Imigrantes (SP-160), Castelo Branco (SP-280), Washington Luís (SP-310), Régis Bittencourt (BR-116/SP-230), Dutra (BR-116/SP-060) e Fernão Dias (BR-381) são exemplos deste sistema. O transporte rodoviário de passageiros do país compreende uma rede extensa e intrincada, sendo possíveis viagens que, devido à sua duração, em outras nações, só são realizadas por via aérea

 Rubem Maciel - Colunista de Veículos


          A moda é um segmento em ascensão. Com as mudanças nas leis de importação/exportação, o Brasil teve seus maquinários da indústria têxtil, bem como de outros setores, totalmente reformados. As fábricas brasileiras operavam ainda com teares já ultrapassados, o que não favorecia em nada, além de ser uma trava quando se pensava em expandir produção etc. As marcas e estilistas ganharam espaço na mídia quando o já consagrado São Paulo Fashion Week levou os desfiles a serem transmitidos ao vivo pelos canais de tevê a cabo, internet e revistas, dentre outros meios de comunicação.

A moda no Brasil é, atualmente, bem conceituada no mundo todo. Sempre foi conhecida por sua criatividade, não pela qualidade. Hoje, alia ambos (criatividade e qualidade x competitividade) com graça e originalidade. Os eventos de moda se propagam por todo país e os cursos e faculdades de moda ganharam mais força, pois moda, hoje, é uma profissão respeitada e, cada vez mais, uma opção real para as mais variadas pessoas.

Hoje vivemos em uma sociedade consumista, onde o que consumimos nunca é o bastante, quanto mais se tem mais se quer e o público alvo tem buscado alinhar-se aos parâmetros da moda, levando a entender que não possuimos opinião própria referente ao que queremos vestir, calçar, etc, pois, somos influênciados pela mídia. Toda vez que um produto ou peça é lançada, automaticamente todos querem ter porque outros estão usando e ele não quer ser o "CAFONA" do grupo, sendo que, a própria sociedade os leva a cometer esse tipo de atitude "Todo mundo tem e eu também quero", tornando-os como robôs programados a obedecer e abraçar as propagandas, a qual acaba levando as pessoas a se atolarem em divídas absurdas por quererem se enquadrar aos prazeres oferecidos.

Sônia Maria - Colunista de Beleza


           No Brasil, durante século XIX, o currículo escolar era marcado predominantemente pela tradição literária e clássica herdada dos jesuítas. Apesar do incentivo de dom Pedro II, e de discursos positivistas de intelectuais brasileiros em favor da ciência, como Rui Barbosa, o ensino de ciências teve pouca prioridade no currículo escolar. Apenas nos anos de 1930, começou um processo de busca de sua inovação. Processo esse que teve início com um de atualização curricular e depois continuou com a produção de kits de experimentos na década de 1950, culminando com o início da produção de materiais por educadores brasileiros na década de 1970. Foi também a partir dos anos de 1970 que teve início efetivo a pesquisa na área de educação em ciências no Brasil.

Na abordagem da pespectiva do construtivismo pode-se afirmar que foi o movimento de maior impacto na educação científica nos anos 80 e 90. Suas críticas ao empiricismo ingênuo que permeava até então as propostas de ensino de ciências geraram transformações positivas no encaminhamento de pesquisas educacionais. Destacam-se nesse contexto de reformulações, a valorização do papel do indivíduo na apreensão de novos conhecimentos e a conscientização da importância das pré-concepções dos estudantes na definição dos currículos e na escolha de estratégias de ensino. Apesar disto, na última década, uma série de trabalhos críticos vem levantando questões interessantes relacionadas a implicações e consequências do movimento construtivista 

Em Carvalho e Gil-Pérez (2003), os autores questionam a formação de professores para o ensino de Ciências e levantam alguns questionamentos no sentido comum sobre o ensino e aprendizagem de Ciências, para tanto, os autores questionam: A visão simplista de o que é ciência e trabalho científico; a redução habitual do aprendizado das Ciências a certos conhecimentos e a (soma de) algumas destrezas, esquecendo aspectos históricos e sociais do conhecimento; o caráter natural do fracasso generalizado dos alunos nas matérias científicas; a atribuição das atitudes negativas para com a Ciência e sua aprendizagem a causas externas; o autoritalismo (explicito ou latente) da organização escolar e, no pólo oposto, o simples Laissez-faire; o clima generalizado de frustração associado à atividade docente; em síntese, a ideia de que ensinar é fácil. os autores mencionam ainda que a cerca de 50 anos atrás, Bachelar (1938), já havia assinalado que os professores de Ciências em maior frequência que outros, muitas vezes não reflitam e não compreendam que em adolescentes cheguem as classes de Física com conhecimentos de empíricos já constituídos

Valmir Costa - Colunista de Ciências


 

Você sabia que...

  •   ... se a região Norte com seus 3.869.637,9 km² de área fosse um país seria o sétimo maior país do mundo?
  •  ...a região Norte abriga a maior rede hidrográfica do mundo, a Bacia Amazônica?
  • ... a Floresta Amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo, pois ela abriga 100% da Amazônia legal?
  • ... as duas maiores festas populares do Norte são o Festival de Parintins e o Círio de Nazaré?
  • ... a Serra dos Carajás figura como uma das maiores jazidas do mundo?
  • ... a região Norte é onde se encontra um terço das espécies vivas do planeta?
  • ... a Ilha do Bananal é a maior ilha fluvial do mundo?
  • ... Belém é uma das cidades com maior precipitações pluviais do mundo?
  • ... a região Norte é a menos habitada do brasil?
  • ... fundada em 1537, Recife é a mais antiga capital brasileira? Apesar de a vizinha Olinda ter sido a primeira capital da capitania de Pernambuco.
  • ... o estado da Bahia é responsável por 95% da produção de cacau no Brasil
  • ... o carnaval na Bahia é comemorado desde o século XVIII?
  • ... Dragão do Mar, símbolo da resistência popular cearense contra a escravidão
  • ... o América (Natal) foi o primeiro clube a conseguir dois acessos consecutivos no Campeonato Brasileiro de Futebol
  • Esse feito foi conquistado com o acesso da Série C para Série B, em 2005 e da Série B para Série A em 2006.

  • ... a Bahia é o estado que mais faz divisa com outras unidades da Federação, possuindo um total de oito estados limítrofes, a saber: Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Piauí (N); Minas Gerais e Espírito Santo (S); Goiás e Tocantins (O)?
  • ... a revista americada Newsweek escolheu, na edição de abril de 2001, 5idades de destaque no mundo que representam um novo modelo de Centro Tecnológico e que Campina Grande (Paraíba)está presente na lista? A única cidade escolhida da America Latina. Em 2003, mais uma menção foi feita à cidade: desta vez referenciada como o "Vale do Silício brasileiro", graças, além da high tech, às pesquisas envolvendo o algodão colorido ecologicamente correto. As 9 cidades escolhidas pela Newsweek foram: Akron (Ohio - EUA); Huntsville (Alabama - EUA); Oakland (Califórnia - EUA); Omaha (Nebraska - EUA); Tulsa (Oklahoma - EUA); Campina Grande (Paraíba - Brasil); Barcelona (Espanha); Suzhou (China); Côte d'Azur (França))?
  • ... muitos ingleses da equipe de Albert Einstein lideradas por Sir Arthur Stanley Eddington que vieram comprovar a Teoria da Relatividade em Sobral não voltaram com a equipe, alguns ficaram e casaram, constituindo família na cidade, onde ainda hoje nota-se a presença de sobrenomes ingleses e traços britânicos em muitas famílias da região? Além de ruas e avenidas que homenageiam a esses cientistas que ajudaram no desenvolvimento da cidade.
  • ... Teresina é a única capital da Região Nordeste que não se localiza no litoral?

Vânia Costa - Colunista de Variedades

 

  


  

 

O SABER MÓVEL

Acompanhe o portal também no celular

http://portalosaber.onbile.com

MATÉRIAS EXCLUSIVAS

 

[O SABER CIÊNCIAS] Criada no Brasil, 'espuma' orgânica pode ajudar a despoluir oceanos

  O SABER CULINÁRIA: PÃO DE CASTANHA LOW CARB

  O SABER COMPORTAMENTO: Estudo revela que pessoas que abraçam mais sofrem menos de estresse e depressão

  O SABER SOCIEDADE: Para o PNUD, ônibus movido a hidrogênio é solução sustentável para problemas de mobilidade urbana do Brasil

  O SABER VARIEDADES: Novo relatório compila e analisa violações contra comunicadores no Brasil em 2016

 

   


   

 

O SABER EXPRESSO

Acompanhe o jornal expresso do Portal

http://www.osaberexpresso.jex.com.br

 MATÉRIAS EXCLUSIVAS

[O SABER SOCIEDADE] A Previdência Foi Deficitária Desde o Primeiro Dia

  21º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito (ANTP)

  Calçada Cilada: campanha detecta 1.600 armadilhas para pedestres

  Um fiasco olímpico

 Entrevista discute a proibição da maconha no Brasil

Outras Informações > 

 


   

 

O SABER COMUNIDADES

Acompanhe os portais membros do Portal 

 

CONVITE ESPECIAL

 

 

NOVOS MEMBROS

 

 

SEGMENTO ADULTO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO ARTE e CULTURA

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO BANCOS e SEGUROS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO CINEMA

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO CLASSIFICADOS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO COMUNICAÇÃO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO COMUNIDADES

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO ESPORTES

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO EDUCAÇÃO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO EMPRESAS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO ENTRETENIMENTO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO FINANÇAS e NEGÓCIOS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO FOTOS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO GOVERNO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO INFANTIL

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO INFORMAÇÃO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO INTERNET

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO JOGOS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO MARKETING e VENDAS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO MÚSICAS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO NOTÍCIAS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO POLÍTICA

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO PORTAIS e BUSCADORES

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO RELIGIÃO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO SAÚDE

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO TECNOLOGIA

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO TELECOMUNICAÇÕES

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO TURISMO

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO VIDEOS

 

Outros Membros > 

 

SEGMENTO MENSAGENS

 

Outros Membros > 

  


  

 

O SABER MIX

Acompanhe os serviços de utilidade pública do Portal

 

CIDADE ONLINE

 

Mais Informações > 

RODOVIAS ONLINE

 

Mais Informações > 

CÂMERAS ONLINE

 

Mais Informações > 

 

AEROPORTOS

 

Mais Informações > 

RODOVIÁRIAS

 

Mais Informações > 

 

A

 

Mais Informações > 

 

A

 

Mais Informações > 

 

A

 

Mais Informações > 

 

A

 

Mais Informações > 

 

A

 

Mais Informações > 

  


  

 

REDES SOCIAIS

Acompanhe o portal nas redes sociais

 

 

INSTAGRAM

 

Mais Integração > 

 

YOUTUBE

 

Mais Integração > 

 

TWITTER

 

Mais Integração > 

 

FLOG

 

Mais Integração > 

 

VAGALUME

 

Mais Integração > 

 

AMOR

 

Mais Integração > 

 

ORKUT

 

Mais Integração > 

 

FACEBOOK

 

Mais Integração > 

 

BLAVING

 

Mais Integração > 

 

FLICKR

 

Mais Integração > 

 

TUMBLR

 

Mais Integração > 

 

LINKEDIN

 

Mais Integração > 

 

BLOG

 

Mais Integração > 

 

TELEGRAM

 

Mais Integração > 

 


  

 

O SABER REPÓRTER

Participe do portal enviando a sua matéria ou reportagem e ajude fazer um portal diferente

 

POSTE AQUI A SUA MATÉRIA OU REPORTAGEM

 

 

SUBSTITUTOS SAUDÁVEIS?

 Por Nina Teicholz

As diretrizes nutricionais do governo e as colunas de conselhos das revistas têm promovido há muito tempo substitutos saudáveis para os alimentos diários. Indústrias inteiras foram construídas em torno de alimentos alternativos, que pretendem fazer nos sentirmos melhor e viver por mais tempo. Mas em muitos casos, a escolha mais saudável é renunciar aos substitutos "saudáveis".

Considere o omelete de claras de ovos. Por décadas fomos orientados a evitar as gemas e limitar o consumo de colesterol para ajudar a proteger contra doenças cardíacas. No entanto, em 2015, as diretrizes dietéticas norte-americanas diminuíram o limite diário de colesterol. Acontece que estudos desde a década de 1950 descobriram que o colesterol da dieta tem pouco efeito significativo sobre o colesterol no sangue. Uma pena por todos aqueles deliciosos omeletes que nunca pudemos comer. E mais sério, todas as vitaminas que perdemos - as gemas são muito mais ricas em nutrientes do que as claras, com grandes quantidades de biotina, colina e luteína.

É a mesma estória com os alimentos de baixo teor de gordura: Durante décadas nós comemos despreocupadamente biscoitos e pretzels com baixo teor de gordura, exatamente como a American Heart Association recomendou. No entanto, os profissionais da saúde já não recomendam um limite de gordura total - não são mais baseados em fatos, ao que parece. Uma dieta de baixo teor de gordura está agora "associada com dislipidemia", de acordo com o Comité Consultivo Federal Dietary Guidelines, o que significa que está ligada à doença cardíaca. Ups! Olá, guacamole.

Xarope de agave, também, pode fazer o mesmo. O agave é comercializado como um adoçante natural porque vem de uma planta. Mas o mesmo acontece com o açúcar - da cana-de-açúcar ou das beterrabas. E ambos os adoçantes são uma combinação de glicose e frutose. Acontece com o agave ter muito mais frutose, o que está diretamente envolvido na doença hepática gordurosa.

E o leite de soja? É extraído da soja sob pressão, calor e o hexano, um solvente. A mistura rançosa resultante deve ser vaporizada para eliminar os maus odores, branqueada para remover a cor cinza e, em seguida, reforçada com edulcorantes, cores artificiais e vitaminas sintéticas. Não, obrigada!


Nina Teicholz é autora de  “The Big Fat Surprise: Why Butter, Meat and Cheese Belong in a Healthy Diet” ("A grande surpresa gorda: Por que manteiga, carne e queijo pertencem em uma dieta saudável").


Fonte: Washington Post. Tradução: Regiany Floriano

 Matéria: Carolina Marques/Vilhena - RO

 

SAIBA COMO O NOVO SISTEMA DE IDENTIDADE ÚNICA FUNCIONARÁ NO BRASIL

 O projeto de lei que visa a criação de uma identidade única já foi aprovado pelo Congresso e deverá valer no país após sanção do presidente Michel Temer. O novo sistema de identificação substitui documentos como RG, CPF, CNH e título de eleitor.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o Documento de Identificação Nacional vai unificar diversos documentos brasileiros. O CPF será utilizado como base para identificação e vai funcionar por meio de dados biométricos, colhido eletronicamente. A partir desta etapa, não será mais necessário apresentar outros documentos, como a Carteira Nacional de Habilitação ou o título de eleitor.

O documento poderá ser emitido pela Justiça Eleitoral e outros órgãos, caso o TSE autorize. A impressão será de responsabilidade da Casa da Moeda.

FONTE: https://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/saiba-como-o-novo-sistema-de-identidade-%C3%BAnica-funcionar%C3%A1-no-brasil/ar-BBAej4O?ocid=NL_PTBR_A2_OM2-PID85341 

 Matéria: Ana Luíza/Cascavel - PR

 

CÂMARA APROVA TEXTO DA REFORMA TRABALHISTA; VEJA O QUE MUDA

 Por 296 votos a favor e 177 contrários o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da reforma trabalhista proposta pelo governo Michel Temer. O projeto de lei complementar segue para análise do Senado após votação dos destaques.

A votação do relatório foi marcada por protestos de deputados de oposição, que alegam que a reforma retira direitos dos trabalhadores. Aos gritos de “fora, Temer”, deputados levaram para o plenário placas que traziam os direitos trabalhistas que seriam afetados pela reforma. Uma das placas chegou a tapar o rosto do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da reforma, que lia seu texto.

Como não se tratava de proposta de emenda constitucional, o material precisava de maioria simples para passar na Câmara. O projeto de lei complementar segue agora para análise do Senado.

Câmara aprova texto-base da reforma trabalhista

O texto do relator Rogério Marinho (PSDB-RN) altera cerca de 100 pontos da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). O projeto dá força de lei aos acordos coletivos negociados entre empresas e trabalhadores em vários pontos. Entre eles, permite que sindicatos e empresas negociem a troca do feriado. Isso significa que patrões e empregados podem negociar que feriados que caírem na terça ou quinta-feira, por exemplo, sejam gozados na segunda ou sexta. Seria o fim dos feriados emendados.

Para a advogada trabalhista Tarcilla Góes, a questão da prevalência do negociado sobre o legislado é polêmica. “Há quem defenda que daí nasce a precarização dos direitos, enquanto outros defendem que é uma evolução dos direitos, inclusive com o fortalecimento do movimento sindical.”

A advogada vê avanços na reforma, como a revogação de “artigos esdrúxulos da CLT, como o que prevê que a mulher só pode ingressar na justiça do trabalho se houver autorização do marido”. “Esse é um artigo totalmente em desuso.”

A reforma trabalhista cria ainda demissão consensual, ou seja, aquela decidida de comum acordo entre empregador e funcionário. Hoje, o trabalhador pode pedir demissão e a empresa pode demiti-lo com ou sem justa causa.

Pela lei atual, o trabalhador só tem direito ao saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e seguro-desemprego se for demitido sem causa. Quem pede demissão ou é demitido por justa causa não recebe nem o FGTS nem o seguro-desemprego.

Segundo o relatório do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), a nova modalidade de demissão “visa a coibir o costumeiro acordo informal, pelo qual é feita a demissão sem justa causa para que o empregado possa receber o seguro-desemprego e o saldo depositado em sua conta no FGTS, com a posterior devolução do valor correspondente à multa do Fundo de Garantia ao empregador”.

O texto da reforma prevê que os trabalhadores demitidos em comum acordo com a empresa recebam metade do aviso prévio, 20% da multa do FGTS e 80% do saldo do fundo. Nessa situação, ele não terá direito ao seguro-desemprego.

Pelas regras atuais, os demitidos sem justa causa recebem 40% da multa do FGTS e 100% do saldo depositado em sua conta do fundo.

Para a advogada trabalhista Tarcilla Góes, a criação dessa modalidade de demissão é um dos pontos positivos da reforma proposta. “O empregado que pedir demissão poderá sacar o FGTS, o que não acontece hoje.”

VEJA OUTROS PONTOS DA REFORMA

Horário do almoço

Reforma prevê que intervalo do almoço caia de uma hora para 30 minutos. Hoje, o intervalo tem de ser de uma hora. “[Não é admissível] … que não se permita a negociação de um tempo mais razoável para a movimentação dos empregados no início e no final da jornada”, afirma o parecer.

Acordos coletivos

Hoje, os acordos não podem se sobrepor à CLT. Com a reforma, o negociado em acordo se sobrepõe ao legislado. Com isso, os acordos terão poder para regulamentar jornadas de 12 horas, parcelamento de férias, entre outros pontos.

O relatório de Marinho prevê 16 situações em que o acordo ou negociação coletiva tem prevalência sobre o legislado. Entre eles está a troca do dia de feriado.

Parcelamento de férias

Hoje, a lei permite que as férias sejam parceladas em até duas vezes, sendo que um dos períodos não pode ser menor do que dez dias corridos. A reforma permite o parcelamento em até três períodos, sendo que um deles não pode ser inferior a 14 dias. Os outros dois não podem ser menores do que cinco dias corridos.

Banco de horas

Hoje, as horas acumuladas devem ser compensadas em um ano. Após esse prazo, o trabalhador deve recebe-las com acréscimo de 50%. Pela reforma, o banco de horas pode ser negociado diretamente entre empresa e funcionário.

Jornada parcial

Hoje, permite-se jornada de 25 horas semanais, sem hora extra, com direito a 18 dias de férias. Reforma amplia esse período para 30 horas semanais, sem hora extra, ou 26 horas com até seis horas extras semanais. O período de férias sobe para 30 dias.

Jornada intermitente

Lei não prevê hoje jornadas sem continuidade. Reforma prevê prestação de serviços de forma descontínua, podendo alternar períodos em dia e hora, cabendo ao empregado o pagamento pelas horas efetivamente trabalhadas. O pagamento será feito por horas e o cálculo não pode ser inferior à hora do salário mínimo.

Jornada

Texto prevê que jornada de trabalho não ultrapasse o limite de dez horas diárias, como já é previsto na CLT. Texto também regulamenta a jornada de doze horas seguidas por trinta e seis horas ininterruptas de descanso. “Para desburocratizar, a nova redação dada pelo Substitutivo reconhece a prática nacional e aponta a desnecessidade de autorização específica pelo Ministério do Trabalho para liberação do trabalho da 8ª a 12ª hora em ambientes insalubres, como no caso do trabalho de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem nos hospitais.”

Teletrabalho (home office)

Não é regulamentado hoje pela CLT. Relatório prevê a prestação de serviços preponderantemente fora das dependências do empregador. Empresas ainda poderão revezar os regimes de trabalho entre presencial e teletrabalho.

Demissão

Trabalhador pode ser demitido ou ser demitido com e sem justa causa. Demitidos sem justa causa recebem hoje multa de 40% sobre o saldo depositado do FGTS, os depósitos do fundo, além de ter direito ao seguro-desemprego. Relator cria a demissão em comum acordo. Na nova situação, a multa cai para 20%, trabalhador recebe 80% do saldo depositado no FGTS e não tem mais direito ao seguro-desemprego.

Imposto sindical

Correspondente a um dia de salário, ele é obrigatório para todos os trabalhadores com carteira assinada, independentemente de serem sindicalizados ou não. Com a reforma, trabalhador deverá autorizar a cobrança, cobrança deixa de ser obrigatória.

Grávidas e lactentes

Elas não podem trabalhar hoje em locais insalubres. Após pressão, relator mudou seu primeiro parecer que dizia que “ao invés de se restringir obrigatoriamente o exercício de atividades em ambientes insalubres, será necessária a apresentação de um atestado médico comprovando que o ambiente não oferecerá risco à gestante ou à lactante.”

No novo texto, o relator diz que “para a autorização de trabalho de gestante ou lactante em ambiente insalubre, exige-se a apresentação de atestado médico que comprove que o ambiente não afetará a saúde do nascituro, além de não oferecer risco à gestação ou à lactação”.

Deslocamento

Hoje, o tempo de deslocamento entre a casa do funcionário e a empresa é contabilizado como jornada quando o transporte é oferecido pelo empregador. O relatório diz que esse tempo deixa de contar como jornada. “A nossa intenção é a de estabelecer que esse tempo, chamado de hora in itinere, por não ser tempo à disposição do empregador, não integrará a jornada de trabalho. Essa medida, inclusive, mostrou-se prejudicial ao empregado ao longo do tempo, pois fez com que os empregadores suprimissem esse benefício aos seus empregados.”

Quitação de obrigações trabalhistas

CLT não prevê essa situação. Hoje, trabalhadores podem entrar com ação contra antigo empregador até dois anos após a demissão e reivindicarem pagamentos referentes os últimos cinco anos. Reforma cria a quitação anual das obrigações trabalhistas, que deverá ser firmada na presença do sindicato representante da categoria do empregado, no qual deverá constar as obrigações discriminadas e terá eficácia liberatória das parcelas nele especificadas. “A ideia é que o termo de quitação sirva como mais um instrumento de prova, no caso de ser ajuizada ação trabalhista”, diz o relatório.

FONTE: https://www.msn.com/pt-br/dinheiro/economia-e-negocios/c%C3%A2mara-aprova-texto-da-reforma-trabalhista-veja-o-que-muda/ar-BBAqheE?ocid=NL_PTBR_A2_OM2-PID85341 

 Reportagem: Joel Antunes/Campinas - SP

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

  


  

 

PRÊMIO PORTAL DO ANO

Venha participar da maior competição de talentos do portal, indique, vote, opine e ajude a escolher o talento do ano do portal

 

INDICAÇÕES

   
 

ANCORA DE TELEJORNAL

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

APRESENTADOR/ANIMADOR DE TV

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

COLUNISTA DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

COLUNA DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

COMERCIAL DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

FATO DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

DESGOSTO DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

MATÉRIA DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

NOVELA DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

MÚSICA DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

PORTAIS MEMBROS

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

PERSONALIDADE DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

DESENHO DO ANO( TV PORTAL )

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

FILME DO ANO( TV PORTAL )

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

PROGRAMA DE TV DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

PROGRAMA DE AUDITÓRIO DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

REPORTAGEM DO ANO( TV PORTAL )

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

PROGRAMA DE ENTREVISTA DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

TELEJORNAL DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

MELHOR DO ESPORTE NO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

IMAGEM DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

ANIMAL DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

 

SURPRESA DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

 Outros Indicados >

 

LEITOR DO ANO

INDICADOS DO MÊS

 

Outros Indicados > 

  


  

 

O SABER RÁDIOS

Aqui as melhores rádios da estação portal

 

 

RÁDIO PORTAL

 DESTAQUES DA RÁDIO

 Outros Sucessos >

 

RÁDIO ESTILO CLÁSSICO

 DESTAQUES DA RÁDIO

Outros Sucessos > 

 

RÁDIO ESTILO INTERNACIONAL

 DESTAQUES DA RÁDIO

Outros Sucessos > 

 

RÁDIO ESTILO NACIONAL

 DESTAQUES DA RÁDIO

Outros Sucessos > 

 

RÁDIO ESTILO RAIZ

 DESTAQUES DA RÁDIO

Outros Sucessos > 

 


  

 

O SABER OPINIÃO PÚBLICA

Deixe o seu ponto de vista sobre os assuntos que estão em pauta no momento

 

Responda aos temas propostos aqui

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

A

 

 

TEMPO REAL

RÁPIDAS - I

RÁPIDAS - II

HTML Forms powered by Wufoo.

  

RÁPIDAS - III

 

The easy to use Wufoo form builder helps you make forms easy, fast, and fun.

WATSHAPP: (51)99121 - 4623

TEMA DE HOJE GRUPO EM DEBATE: A

 

SALA ONLINE

TEMA DE HOJE: A

 


  

 

MENSAGEM AO LEITOR

Nunca deixe ninguém te dizer que não pode fazer alguma coisa. Se você tem um sonho tem que correr atrás dele. As pessoas não conseguem vencer e dizem que você também não vai vencer. Se você quer uma coisa corre atrás.  

  

Criar um Site Grátis    |    Crear una Página Web Gratis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net